Domingo, 24 de Outubro de 2010, 17h:50 A | A

Kelly Scanagata é a Imperatriz do Vinho em Bento Gonçalves-RS

Ela, ao lado das princesas Gabriela Bottega e Carine Pedrotti, representa a Fenavinho Brasil 2011

BENTO GONÇALVES - RS - A Imperatriz da Fenavinho Brasil 2011 é Kelly Scanagata e as princesas são Gabriela Bottega e Carine Pedrotti. A escolha das soberanas da maior feira e festa do vinho brasileiro foi realizada na noite deste sábado, reunindo quase três mil pessoas no Ginásio Municipal de Bento Gonçalves. O destaque foi a encenação da fábula italiana A Árvore das Nozes de Ouro, que serviu como pano de fundo para a escolha.



Gabriela Poletto, Kelly Scanagata e Carine Pedrotti formam a corte da Fenavinho Brasil 2011 (Foto: Gilmar Gomes)

No mundo da fantasia em que a escolha se desenrola, as 16 candidatas fazem o papel de princesas de reinados distantes. Elas, junto com as nozes de ouro, saídas de uma árvore encantada do pomar do castelo, são a chave do encanto que mantém os povos em paz. No entanto, como em toda fábula, nesta também há um vilão. O mago malvado, junto com sua ajudante, Vinhenta, trabalha em um plano para roubar as nozes e instalar o caos na terra.
Vinhenta se infiltra entre as princesas (candidatas) e o mago aproveita um momento de distração para roubar as nozes, lançar um feitiço que paralisa as pessoas do reinado e aprisionar as princesas. Um dos três príncipes, filhos do rei, se prontifica a salvá-las, recuperar as nozes e assim garantir a paz. O rapaz corajoso consegue e elimina o mago malvado, mas acaba sendo preso dentro do castelo do mal pelos seus dois outros irmãos, que o fazem para ficar com o reino.
Mas, eis que Vinhenta, a malvada, se converte para o bem. Ela usa uma das nozes que haviam sido roubadas da árvore e que tinha ficado no castelo, para lançar um encanto. É neste momento que surge a águia mágica e seu companheiro, o corvo, que levam Vinhenta e o príncipe guerreiro de volta ao reino da fantasia. Sabedor do golpe de dois de seus filhos e da coragem do outro, o rei institui o bravo jovem Giovani como herdeiro do trono e dá a ele o direito de escolher duas Princesas e a Imperatriz da Fenavinho Brasil 2011.
No final, as três escolhidas pelo príncipe e pelo corpo de jurados, conselheiros de Giovani, saem de uma enorme noz de ouro para serem aplaudidas pelo grande público.
Ainda houve tempo para premiar as melhores torcidas da noite. A melhor torcida foi a de Gabriela Bottega. O segundo lugar ficou com a torcida de Carine Pedrotti e a terceira melhor foi a de Franciele Moro Fuligo.
Uma pausa - Após o desenrolar da história o príncipe pode escolher qual seria a sua Imperatriz. E para isso ele consultou os conselheiros do reino (jurados do concurso). Neste ano, enquanto aguardava os resultados, uma novidade foi apresentada ao público. O tenor Vinícius Brandelli e o violinista Willian Baldasso apresentaram temas italianos, emocionando o público.
Despedida - A noite também foi de despedidas. A Imperatriz da Fenavinho Brasil 2009, Cláudia Albericci Pinto e as duas princesas, Bárbara Manfroi Chies e Aline Petroli se despediram do público. As três foram às lágrimas enquanto faziam sua última aparição como soberanas. Lembraram das famílias e dos colegas da última edição do evento. Lenços brancos foram abanados pelo público durante a última aparição das soberanas, o que causou comoção entre os presentes.
A força Fenavinho - Durante seus pronunciamentos o presidente da Fenavinho Brasil 2011, João Strapazzon e o prefeito Roberto Lunelli destacaram a importância do evento para a cidade e região. “Em um novo período, entre os meses de abril e maio, temos certeza que a Fenavinho será um enorme sucesso”, disse Lunelli.
O presidente da edição 2011, João Strapazzon, ressaltou a importância da Fenavinho para os negócios e toda a cultura do vinho. “A Fenavinho se mistura e divide entre as tradições e suor dos nossos antepassados a coragem para encarar um futuro repleto de mudanças, mas, sobretudo, cheio de oportunidades e felicidade”, afirmou Strapazzon.
A Árvore das Nozes de Ouro - Fábula italiana de origem trentina, de domínio público, que conta a história de um reinado que contava no seu jardim real uma árvore das nozes de ouro.  Quando essas nozes estavam prontas para serem colhidas, eram entregues às princesas dos reinados vizinhos, a fim de manter a paz entre eles. Porém, no reino da magia, sempre existe um mago malvado, que não está interessado em zelar pela paz entre os homens.
O mago, num plano maquiavélico e contando com uma ajudante especial, a Vinhenta, rouba as nozes e torna as princesas, que já haviam chegado para a grande festa de entrega das nozes de ouro, prisioneiras do seu castelo mal-assombrado.
Para desvendar o mistério que ronda o reino e a árvore das nozes de ouro, o rei conta com a ajuda dos seus três filhos, que terão que demonstrar sua destreza e astúcia para resgatar as princesas do castelo do mago.
Um dos filhos do Rei, após diversas tentativas infrutíferas de seus irmãos, consegue libertar as princesas, com a ajuda de uma grande águia real encantada.
Por ter salvo as princesas e mantido a paz entre os reinos vizinhos, o príncipe tem o direito de escolher uma delas para casar, tornando-se  o soberano do Reino das Nozes de Ouro. No enredo, as candidatas são as princesas e a Imperatriz a escolhida pelo príncipe herói.

Postar um novo comentário

Captcha

Comentários

  • Comente esta notícia


Copyright © 2014 - SOMMO Editora Ltda - Fone/Fax (041) 3366-1469 - Caixa Postal: 4808 - CEP: 82960-981 - Curitiba/PR